por em Geral.

Os resultados das candidaturas ao ensino superior estão a sair e são muitos os jovens que caloiros ou não, começam à procura de apartamentos ou quartos para alugar nas Cidades Universitárias e não sabem onde procurar? A solução é simples. Entrem no CustoJusto.pt.

Aqui encontrarão centenas de anúncios de quartos ou apartamentos para alugar em Lisboa, Coimbra, Viseu, Aveiro, Porto e em muitas outras cidades e distritos de Portugal.

Comecemos a procura, em 3 passos é mais simples:

1. Entrem em www.CustoJusto.pt

2. Escolham o distrito no qual procuram um apartamento ou quarto para alugar.

3. Seleccionem na secção de Imóveis a categoria “Quartos“.

Aparacerá a  lista dos imóveis disponíveis para aluguer na zona que procuram. Podem filtrar por preço do arrendamento ou procurar por zona.

Depois é só entrar em contacto com o proprietário e marcar a visita.

Se não encontram exactamente o que procuram, podem sempre inserir um anúncio de Procuro Quarto, especificando as características procuradas.

Fácil não é? E o melhor de tudo é que O CustoJusto.pt é um serviço completamente grátis!

Ideal para quem tem de gerir curtas mesadas!

por em Geral.

 

O mês de Setembro está à porta, o que significa despesas extra e um aperto no orçamento familiar. As famílias que têm filhos em idade escolar, tem pela frente mais um ano lectivo repleto de despesas, logo a começar com a compra dos novos manuais escolares, equipamentos desportivos e o recomeço das explicações!

Este ano lectivo, queremos ajudá-lo a poupar e tornar o CustoJusto no melhor sítio para comprar os manuais escolares dos seus filhos, seminovos e usados é claro! Nos dias que correm reciclar é imperativo!

Por este motivo, apelamos a todos os nossos utilizadores para colocar à venda os manuais usados dos filhos, que estejam em bom estado.

Esta iniciativa é conveniente a todos. Para quem vende, porque rentabiliza o investimento do ano anterior e para quem compra, já que o preço de um livro usado é mais barato.

Convenhamos que entre 9 disciplinas, se um ou outro livro for usado, com certeza não vai fazer diferença ao seu filho, sendo que consegue reduzir os custos de aquisição e evita deitar os livros fora poupando milhões de árvores e milhões de euros.

Este ano, ensine o seu filho a poupar e venda aqui os livros do ano passado. Insira já o seu anúncio grátis!

por em Geral.

O maior site de classificados do país – www.custojusto.pt – associa-se de forma original às comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, e na próxima sexta-feira, dia 10 de Junho terá uma homepage diferente e alusiva a esta data.
Segundo Pedro Furtado, General Manager da Custo Justo em Portugal “o país atravessa um período difícil e conturbado e portanto é necessário que os portugueses em geral, que os utilizadores do nosso portal em particular se recordem da importância e do significado desta data e não se deixem desmoralizar pela crise que estamos a atravessar”.

Recorde-se que no primeiro trimestre de 2011, o site de classificados grátis www.custojusto.pt gerou mais de 110 milhões de euros em trocas comerciais, o que vem confirmar a tendência crescente dos portugueses em comprar e vender online e em eleger o CustoJusto como o meio preferencial para o fazer.
Integrado num grupo de media escandinavo que está presente em 22 países, distribuídos pela Europa, Ásia e América do Sul, o CustoJusto.pt conta actualmente com mais de 500 mil anúncios de compra e venda de todo o tipo de bens e serviços, submetidos gratuitamente pelos utilizadores, sendo visitado mensalmente por mais de 4 milhões de pessoas, gerando pageviews na ordem dos 80 milhões. O CustoJusto.pt é actualmente o melhor site para comprar e vender todo o tipo de artigos: carros, casas, vestuário, artigos informáticos e de electrónica, entre muitas outras coisas que é possível encontrar no site organizado por categorias e por regiões.

 

 

por em Geral.

  • Mais de 110.000.000€ de negócios no primeiro trimestre de 2011
  • 500 mil anúncios recentes online
  • 80 milhões de impressões mensais

 

No primeiro trimestre de 2011, o site de classificados grátis custojusto.pt gerou mais de 110 milhões de euros em trocas comerciais, o que vem confirmar a tendência crescente dos portugueses em comprar e vender online e em eleger o Custo Justo como o meio preferencial para o fazer.

Com cerca de 500 mil anúncios activos e 80 milhões de impressões mensais, o CustoJusto.pt é actualmente o melhor site para comprar e vender todo o tipo de artigos: carros, casas, vestuário, artigos informáticos e de electrónica, entre muitas outras coisas que é possível encontrar no site organizado por categorias e por regiões.

Para este impressionante valor contribuiu em primeiro lugar o sector imobiliário que originou, nos três primeiros meses do ano, trocas comerciais no valor de 84 368 487€ (média 140 741€), logo seguido pela venda de veículos com cerca de 21 271 542€ (média 8 618€).

Os artigos para casa e vestuário ocupam o terceiro lugar deste top 5 com 898 395€ (média 105€).

Os artigos de Informática & Electrónica encontram-se em 4º lugar 763.107€  (média 122€) e a categoria Desporto e Lazer ocupa o 5º lugar com 595 614€ (média 162€)

De destacar também o recurso crescente ao CustoJusto.pt como forma de publicitar gratuitamente anúncios de emprego. Actualmente estão disponíveis cerca de 18 mil anúncios de oferta e procura de emprego, de norte a sul do país.

Segundo Pedro Furtado, General Manager do Portal, o principal objectivo para o ano de 2011 “é o posicionamento do CustoJusto.pt como o maior site de classificados generalistas em Portugal, proporcionando aos utilizadores uma plataforma segura, fiável e eficaz para a compra e venda de artigos usados”, explicou.

Integrado num grupo de media escandinavo que está presente em 22 países, distribuídos pela Europa, Ásia e América do Sul, o CustoJusto.pt conta actualmente com mais de 500 mil anúncios de compra e venda de todo o tipo de bens e serviços, submetidos gratuitamente pelos utilizadores, sendo visitado mensalmente por mais de 4 milhões de pessoas, gerando pageviews na ordem dos 80 milhões.