Continuar a crescer – 13 anos de CustoJusto.pt em Portugal

  • 39% pensa comprar artigos em 2ª mão para oferecer e 50% pensa vender;
  • Aumento superior a 30% na faturação com o CustoJusto Pro;
  • Estimativa do valor planeado para gastar em prendas de Natal superior a 300 euros;
  • A estimativa do valor financeiro dos artigos aos quais os utilizadores não têm dado uso ultimamente é superior a 600 euros.

“Independente e com uma visão de futuro”. É desta forma que Pedro Furtado, diretor geral do CustoJusto.pt, descreve o portal na celebração do seu 13º aniversário em Portugal.

“O CustoJusto.pt continua por cá. Somos uma empresa nacional, que quer continuar a ajudar os nossos utilizadores a encontrar o que sempre quiseram a um preço mais acessível e a vender o que já não necessitam. Há 13 anos que conseguimos ter a capacidade de nos adaptar às circunstâncias da atualidade e superar as vicissitudes, mantendo o nosso ADN intacto”, refere Pedro Furtado.

O portal continua com a missão de contribuir para a promoção de uma economia circular, com hábitos mais sustentáveis, preservando o meio ambiente. “É possível conciliar a rentabilidade com a sustentabilidade. Queremos continuar como empresa a possibilitar aos nossos utilizadores a realização de bons negócios, bem como defender a reutilização e prolongamento da vida dos produtos”, menciona Pedro Furtado.

Com base nas respostas a um inquérito realizado pelo CustoJusto.pt, a estimativa do valor financeiro dos artigos aos quais os utilizadores não têm dado uso ultimamente é de 624,64 euros. Relativamente à compra e venda, 39% pensa comprar artigos em segunda mão para oferecer e 50% pensa vender.

86,6% dos inquiridos já comprou um artigo em segunda mão e 39,1% tem a intenção de comprar um artigo em segunda mão para este Natal. Quanto às razões que explicam esta vontade, 66,2% das respostas apontam para a poupança e 21,3% para a sustentabilidade. A tecnologia (35%) e os livros (23,2%) são os artigos que os utilizadores do portal mais pensam comprar neste Natal.

Já para quem não pensa comprar um artigo em segunda mão para esta época natalícia, o preconceito de oferecer algo usado foi a justificação mais dada (23,9%). Para 57,4% dos inquiridos, a pandemia causou algum impacto no orçamento que tinha reservado para as compras deste Natal. A estimativa do valor planeado para gastar em prendas de Natal é de 311,21 euros.

Passados 13 anos do nascimento do CustoJusto.pt, cerca de 90% dos utilizadores recomendam a plataforma. Apesar do ano atípico marcado pela pandemia, o CustoJusto.pt apresentou sinais de crescimento. Para além de ter registado uma subida de 84% nas pesquisas por equipamento informático em fevereiro, Imobiliário e Automóveis & Peças foram as categorias que mais foram consultadas pelos utilizadores do CustoJusto.pt em 2021.

Num ano difícil para as empresas, o CustoJusto.pt decidiu reforçar um serviço que ajudasse as mesmas a prosperar. O CustoJusto PRO, dedicado aos clientes profissionais da plataforma, provou ser uma aposta ganha. Durante o ano de 2021, o serviço registou um aumento superior a 30% na faturação com os clientes profissionais.

“Este dado mostra que conseguimos dar uma resposta positiva aos serviços que nos são pedidos. Os nossos clientes sabem que podem contar com um apoio próximo, personalizado e dedicado para alavancar os seus negócios”, afirma Pedro Furtado.

Para além da criação de uma loja profissional e de estatísticas detalhadas dos anúncios e da conta, o CustoJusto PRO também possui outras vantagens, que ajudaram várias empresas durante a pandemia a manter os seus negócios. Na celebração deste 13º aniversário, o CustoJusto lançou uma campanha para anunciantes profissionais, onde ofereceram 50% de desconto ao preço de tabela e 100% do investimento em créditos para destaques, na compra de qualquer pack do CustoJusto PRO na categoria “Emprego e Serviços” e em todas as subcategorias de “Para Casa e Vestuário”, “Desporto e Lazer”, “Informática e Electrónica” e “Animais”.

O Custojusto.pt é um dos maiores sites nacionais de anúncios de classificados. A empresa portuguesa tem como associada a Adevinta, grupo europeu que atua nesta área de negócio em cerca de 16 países. O CustoJusto.pt contém mais de um milhão de anúncios recentes, que incluem artigos como carros, casas, artigos para o lar, eletrónica e também ofertas de emprego. O Portal disponibiliza um sistema de apoio ao cliente pronto a esclarecer as dúvidas e as questões dos utilizadores.

Mais artigos do seu interesse

Faça de tudo ao seu (A)gosto com o CustoJusto!

10 Carros que vão levar a sua família a todo o lado

Ar condicionados e piscinas crescem 1000% no CustoJusto

Honda