Manutenção de carros: tudo o que precisa de saber

A manutenção regular de um carro é condição essencial para conduzi-lo em segurança, garantir o bom estado geral, prolongar a vida útil do veículo e evitar que possa sofrer imprevistos durante a viagem. É, por isso, aconselhável estar a par de algumas questões relevantes sobre quando deve efetuar a revisão, o que deve ser avaliado e sobre o quão importante é fazê-lo.

Como identificar o momento certo para fazer a revisão?

Existem várias formas de identificar o momento adequado para realizar a revisão, para assim garantir a segurança, a durabilidade e o desempenho constante do seu carro. Em primeiro lugar, consulte o manual do proprietário, que é um guia fiável para controlar a manutenção do seu carro. Fique atento aos indicadores no painel, pois em caso de aviso de manutenção ou de verificação do motor, o automóvel pode necessitar de uma revisão imediata. O número de quilómetros também é um critério: por norma, é aconselhável o carro ser sujeito a uma revisão aos 10 mil quilómetros ou a cada 12 meses.

O que deve ser avaliado durante a revisão?

A revisão consiste numa série de exames que permitem diagnosticar a saúde do seu carro. É o momento em que são observados o estado de conservação e funcionamento de todos os componentes e sistemas do veículo, quer mecânicos quer elétricos. Desde o motor aos pneus, passando pelas escovas do limpa para-brisas ou pelos sistemas de luzes, tudo deve ser verificado. 

Uma revisão adequada passa pela mudança do óleo do motor com substituição do óleo; pela substituição do filtro de óleo, do filtro de ar; pelo controlo do nível de diferentes fluidos (líquido dos travões, líquido de refrigeração, óleo da caixa, limpa-vidros, etc.); e pela verificação do estado e da estanqueidade dos componentes de segurança. Neste processo devem também ser verificados os sistemas de travagem e de iluminação e visibilidade, assim como o desgaste dos pneus e o alinhamento da direção. 

Quais as vantagens de realizar a manutenção regular de um carro?

A manutenção é essencial na preservação da longevidade de um carro e, acima de tudo, para garantir a segurança dos condutores e da via pública. Tanto melhora o seu desempenho como a eficiência do combustível, permitindo economizar algum dinheiro. É, portanto, um investimento sensato e de prevenção, de forma a manter também o conforto e evitar uma desvalorização rápida do carro, garantindo-lhe, assim, um fator diferenciador no momento de revenda.

Quais os principais riscos da não realização da manutenção de um carro?

Não realizar a revisão ao carro pode aumentar o risco de avarias e acidentes, provocados pelo desgaste e mau funcionamento de alguns componentes. Por outro lado, pode contribuir para o aumento do consumo de combustível se o óleo, o filtro de óleo e as velas de ignição não forem substituídos no momento adequado. E não se esqueça que pode mesmo perder a garantia do fabricante se não foram cumpridos os intervalos definidos para a revisão, correndo o risco de os custos ficarem a cargo do proprietário do automóvel.

Mais artigos do seu interesse

Eis o que deve comprar em segunda mão

Confira alguns dos carros usados mais eficientes disponíveis no Custo Justo

5 Dicas para negociar o melhor contrato de arrendamento

Quais os melhores carros familiares à venda no Custo Justo?