Transporte de animais: dicas para uma viagem tranquila

Precisa de fazer uma viagem, mas não quer deixar de ter a companhia do seu animal de estimação? Independentemente do meio de transporte a utilizar, o CustoJusto.pt sugere-lhe algumas dicas importantes para poder ter o seu fiel companheiro nas suas viagens, para onde quer que vá.

Há alguns cuidados que terá de ter para que a deslocação seja feita de uma forma pacífica.

Certifique-se que o seu animal tem a vacinação em dia e um chip de identificação na coleira. Uma visita prévia ao veterinário dir-lhe-á que medicamentos poderão ser importantes para o seu pet.

Para os mais pequenos, o ideal será utilizar uma caixa de transporte durante a viagem. No caso de animais de maior dimensão, ter uma coleira que se adeque ao cinto de segurança é importantíssimo. Assim, no caso de acidente, o seu pet não será projetado para a frente e não causará danos ainda mais graves no condutor.

Importante saber que as regras de transporte de animais variam consoante o método de deslocação utilizado e o não cumprimento das mesmas poderá resultar em multa ou desconto de pontos na carta de condução. Para além disso, opte por locais que sejam pet-friendly.

Siga estas dicas para que nada falhe durante a viagem com o seu animal:

NO CARRO

Uma viagem de carro poderá durar entre poucos minutos a várias horas. Por isso, é importante mantê-lo bem ventilado e prezar pela sua segurança, assim como a do seu animal, seguindo estas orientações:

  1. Leve o seu animal no banco de trás. Certifique-se que o seu pet não anda solto, nem com a cabeça à janela. Um movimento mais brusco ou inesperado dos seus amigos peludos poderá perturbar a condução e originar um acidente. Sentir o vento de língua de fora poderá ser tentador e digno de um filme, mas a sua segurança – a do condutor, do animal e de possíveis passageiros – está em primeiro lugar.
  2. Faça com que o seu pet se sinta confortável. Coloque-lhe um cinto de segurança. No caso de transportar o seu animal numa caixa de transporte, deixe-lhe um brinquedo familiar e/ou um cobertor para que ele faça a viagem entretido, tranquilo e a sentir-se em casa. Esta dica também se aplica às viagens de comboio e de avião!
  3. Faça várias pausas. Se fizer uma viagem mais longa, não se esqueça de fazer pausas durante o caminho. O ideal será parar de hora em hora para que o seu animal possa espairecer e possivelmente fazer as necessidades.
  4. Não o alimente durante a viagem. Alimente o seu pet quatro horas antes da deslocação e hidrate-o entre uma a duas horas antes de começar a sua viagem. Se não for possível, a refeição deve ser ligeira. Dessa forma, ele terá tempo suficiente para fazer as necessidades fisiológicas e evita surpresas desnecessárias no seu veículo.

NO COMBOIO E NO AVIÃO

A CP (Comboios de Portugal) permite o transporte de animais nas suas viagens, mediante o cumprimento de algumas regras. De acordo com o website da companhia, os bichos não podem pertencer a uma espécie perigosa e devem estar encerrados numa caixa de transporte que possa ser transportada como volume de mão.

Para além disso, os animais devem estar limpos e o seu comportamento não deve disturbar os outros passageiros do comboio. O transporte dos seus pets é gratuito e o mesmo se aplica aos cães de assistência.

No caso de viajar de avião, verifique as regras da companhia aérea que for utilizar. Cada uma tem os seus preços e especificidades e todas elas permitem o transporte de cães-guia.

Os animais de grande porte fazem as viagens no porão, enquanto os mais pequeninos podem ir para a cabine.

Seja qual for o meio de transporte que utilizar, o CustoJusto.pt deseja-lhe uma boa viagem!

Mais artigos do seu interesse

Primeiros passos para um ano de sucesso

Primeiros passos para um ano de sucesso

Aprenda um instrumento musical em 2021

Aprenda um instrumento musical em 2021: o que deve ter em conta ao comprar

Inverno rural

Inverno rural: atividades em segurança

Como se preparar para o frio do inverno

Como se preparar para o frio do inverno